Apoio

Visando à implantação da Lei de Responsabilidade Ambiental e Social, inovação cultural, educomunicação acessível e estruturação do pleno desenvolvimento humano autossustentável, apoiamos as soluções ambientais e auto inclusão através de:

  • Convênios;
  • Parcerias;
  • Voluntariado;
  • Secretarias de Meio Ambiente;
  • Escolas;
  • Penitenciárias;
  • Fundações;
  • Hospitais;
  • Restaurantes;
  • Indústrias;
  • Creches;
  • Orfanatos;
  • Catadores;
  • Ribeirinhos;
  • Pescadores;
  • Associações de bairros;
  • Donas de casa;

Dentre outros.

Cada atividade diária segue rigorosa e minunciosamente as normas à excelente qualidade.

Com a meta de garantir condições e oportunidades ao autossustento, servindo, inspirando e motivando a vocação natural e o desenvolvimento do ser humano, buscamos soluções para as causas ambientais e sociais através de:

  • Educomunicação básica: inovando e otimizando métodos e conteúdos por meio de alfabetização, educomunicação ambiental, autossustentabilidade e aulas práticas;
  • Indicação de tradutores gratuitos que ajudam pessoas de baixa renda a aprender um novo idioma;
  • Aulas interativas e produtivas proporcionando ensino-aprendizado ultrarrápido.
  • Logística reversa: o ciclo de atividades éticas, seguras, salubres e autossustentáveis, ao contrário de geradores energéticos (hidro e nucleares) inviáveis e de ALTO risco com as respectivas desativações, descartes radioativos com a manutenção e custo ambiental;
  • Inclusão do cidadão com retornos econômicos estáveis;
  • Compromisso socioambiental.

As soluções da ESO-A comunicam as práticas éticas passo a passo, implantando o ciclo de uso e reuso, descartes e coletas autossustentáveis, zero residuais e seguras, com salubridade e disposição-tratamento. Além de economizar recursos, solucionando equívocos, tais como lixões e desvios de matérias primas e riquezas, garantem todos os direitos pétreos: educomunicação, água tratada, energia solar limpa, alimentos, saneamento, proteção ao ciclo de vidas e recuperação da base das cadeias alimentar e aquática – responsáveis pelos alimentos globais.

A ESO-A inclui e capacita catadores, moradores em vias públicas e donas de casa, à nova categoria: os coletores. Também inova as atividades diárias com economia e gestão dos quatro ciclos com baixos custos com reservas de lucros seguras, deflação, grande oferta-demanda e excelentes bens e serviços autossustentáveis. Através disso, completa o ciclo da cadeia produtiva. Isso proporciona custos baixíssimos de produção e de saneamento, que, desde a criação, aguardam a solução da logística reversa para voltar à cadeia produtiva.

Após o ciclo completo da cadeia produtiva, estrutura os municípios com logística reversa, através de uma política de saúde preventiva com uso e reuso seguro. Este é um sistema produtivo econômico, ecológico e autossustentável.

A ESO-A implanta ainda uma política econômica ao ciclo das águas e ao consumo nas atividades de energia, hidrovia e piscicultura, mitigando ciclos de emissões domésticas, urbana e rural que causam o efeito estufa; melhora o clima; recupera a base das cadeias alimentar (polinizadores, semeadores, irrigadores, condicionadores e equilibradores naturais) e aquática (lambaris, nascentes e córregos) que são responsáveis pelos biomas e alimentos; recupera o ciclo da fotossíntese; compartilha nativas em extinção com produtivas de insumos naturais; resolve as espumas, lamas pretas e marrons das águas e salva os escassos peixes nativos e águas; protege a humanidade, salvando a Mata Atlântica, os pampas e todos os biomas com os vocacionados nativos, recuperando e implantando ecossistemas.